13 jun

Como aliar tecnologia e aprendizado das crianças?

A tecnologia está em todo os lugares. Smartphones, computadores, tablets; todos esses aparelhos fazem parte da rotina de muitas pessoas, inclusive das crianças, principalmente, por exemplo, para entretenimento (assistir filmes ou desenhos animados). Por conta disso, tecnologia e aprendizado formam e fortalecem uma parceria cada vez mais forte na vida dos pequenos.  

Como sabemos, crianças apresentam muita facilidade em manusear essas ferramentas. Na maioria das vezes, inclusive, melhor que muitos adultos. Mas tudo isso tem uma explicação: elas já nasceram na era da tecnologia, onde, com apenas um clique, é possível navegar por jogos, brinquedos, desenhos animados, entre outros.

Aliar tecnologia e aprendizado pode parecer uma tarefa fácil dentro das escolas, mas este ainda é um assunto que gera discordância entre pais e instituições. Muitos questionam que o aprendizado com o auxílio de aparelhos digitais pode prejudicar o ensino da linguagem ou até mesmo fazer com que as crianças fiquem viciadas na tela de um computador ou celular.   

Para desmistificar todos esses questionamentos, algumas escolas apresentam diálogo com os pais, explicando que a tecnologia não é algo ruim, mas sim, uma forma diferente de aprendizado. Porém, afinal, como é possível aliar tecnologia e aprendizado na educação das crianças? Confira nas dicas que a Brubrinq preparou!

 

3 maneiras de aliar tecnologia e aprendizado

 

1) Ambiente Virtual de Aprendizado

 

O Ambiente Virtual de Aprendizado, mais conhecido como AVA, é muito utilizado nas instituições de ensino superior, mas ele pode ser usado também no aprendizado infantil. O AVA é um portal onde as crianças têm acesso tanto às aulas já trabalhadas em sala, como também a conteúdos novos. Além disso, ele ainda permite a interação entre professor, aluno e colegas.

Seu diferencial está em ajudar na autonomia e na liberdade das crianças durante a alfabetização, até mesmo em casa. Afinal, o AVA admite que os pequenos naveguem pelos conteúdos do seu interesse ou que tenham mais dificuldades diretamente pelo computador, celular ou tablet, despertando, assim, o gosto pela descoberta e pelo estudo.

 

2) Leitura multimídia

 

As histórias que são lidas e contadas para as crianças durante as aulas podem ganhar um formato diferente: o digital. Com o uso de computadores ou tablets é possível que os pequenos tenham acesso a livros infantis (e-books). Essa é uma forma mais prática e interativa de motivar as crianças a descobrirem o universo da leitura.  

Hoje, por exemplo, os livros podem ser baixados, emprestados e comprados por aplicativos ou diretamente com as ferramentas de pesquisa. Para auxiliar na inclusão, principalmente dos alunos com necessidades especiais, há possibilidade de usar os áudio-livros: histórias que são narradas por vozes.  

 

3) Jogos didáticos digitais

 

Os jogos didáticos são atividades fundamentais para o desenvolvimento das habilidades das crianças. Jogos de quebra-cabeça, tabuleiro, forma geométrica, tapete de números e letras são alguns dos encontrados na forma digital. Com ajuda do mouse ou do touchscreen os pequenos conseguem deslocar as peças para os lugares corretos de encaixe.  

Inserir os jogos didáticos digitais é uma forma de aliar entretenimento, agilidade e aprendizado de disciplinas como: matemática, português, geografia e ciências.

 

Importante lembrar: para inserir a tecnologia dentro das escolas é preciso que os professores estejam habilitados para manusear as ferramentas digitais. Portanto, é fundamental oferecer capacitações para que o aprendizado seja satisfatório tanto para o professor como para os alunos.

 

Gostou de entender a relação entre tecnologia e aprendizado? Quer saber mais detalhes sobre as novidades da Brubrinq? Então siga-nos no Facebook e no Instagram e confira!

 

RECEBA NOSSA

NEWSLETTER

Cadastre-se para receber nossas novidades