Notícias

Notícias / Diversos /

Brincar sozinho: conheça a importância desta prática para crianças

Brincadeiras são parte indispensável da rotina de crianças das mais diversas idades. Seja na rua em dias ensolarados ou dentro de casa quando há chuva, elas são consideradas por muitos especialistas “o trabalho dos pequenos”. Ainda que um dos benefícios da diversão seja a integração social, é comum que pais não enxerguem o valor de se brincar sozinho.

Independente da companhia - amigos, pais ou outros parentes - é inegável que uma parte considerável das crianças pode se acanhar durante uma brincadeira. Brincar sozinho, mais a vontade, é uma maneira de deixar a imaginação fluir, sem medo de olhares e julgamentos. Assim como em tudo na vida, o ideal é que haja um equilíbrio: em alguns momentos com companhia, em outros só.

Para que você não tenha preocupações e - mais que isso - incentive seu filho a brincar sozinho, a Brubrinq trouxe o texto de hoje. Nele, nós vamos te mostrar as vantagens que a prática pode trazer para o pequeno (e para você também!). Além disso, vamos te dar dicas de como incentivar a criança. Entenda!

 

As vantagens de brincar sozinho para crianças (e pais)

 

Desenvolve imaginação e confiança

 

Brincar sozinho é, primordialmente, uma forma de descobrir o mundo, seus cheiros, formas e texturas. Quando crianças, em especial mais novas, conhecem objetos por conta própria, elas são capazes de construir sua própria interpretação, dando um significado que pode ser único. Aos poucos, cada uma dessas descobertas contribui na evolução da imaginação.

A confiança desenvolvida na criação do mundo próprio (com as ideias mais criativas que a mente permitir) é um fator essencial quando surgem os primeiros vínculos sociais.

 

Estimula a independência

 

Mais um benefício que afeta diretamente os filhos e, de certa forma, também os pais. Quando “forçadas” a inventar soluções para eventuais problemas, as crianças que brincam sozinhas não só ficam mais criativas, como independentes.

A relação aqui é clara: a falta do auxílio de adultos e até mesmo de outras crianças não pode impedir a brincadeira, o que faz com que elas cresçam com menos dependência de outros.

 

Ajuda na comunicação

 

Diferente das anteriores, esta vantagem é mais direcionada aos pais. Quando seu filho for brincar sozinho, uma boa ideia é assistir de longe. Fique atento aos mundos e amigos imaginários criados, além dos diálogos e outras respostas.

Ao observar estes aspectos, você conseguirá conhecer melhor a fase do crescimento na qual a criança está, social, moral e emocionalmente. Mais importante que isso: você saberá a melhor maneira para se comunicar com o seu filho.

 

Incentive seu filho a brincar sozinho!

 

Agora que você já conhece os benefícios e sabe que a prática é extremamente saudável, nós trouxemos algumas dicas rápidas para que você incentive e também dê condições para os pequenos.

 

  • Quando junto da criança, estimule que ela tenha suas próprias ideias e elogie os esforços dela. Assim, quando ela for brincar sozinha, ela terá a confiança necessária para exercitar a criatividade.

  • Se o seu filho gostar e tiver vários brinquedos, misture-os. Deixe juntos bonecos que normalmente não seriam do mesmo universo, como carros, animais e robôs, por exemplo. É mais uma ótima maneira de elevar a originalidade.

  • Mesmo deixando que ela brinque por conta própria, esteja à disposição da criança. Este é mais um fator que contribuirá aumentando a confiança.



Gostou do texto de hoje? Para saber ainda mais, acompanhe as redes sociais da Brubrinq! Você pode nos encontrar no Facebook e no Instagram!




Receba novidades e condições especiais em seu e-mail

 

Qualidade garantida:

Agência Digital WEBI