Notícias

Notícias / Diversos /

Conheça as principais atividades para estimular o desenvolvimento infantil em cada fase

Brincadeiras estão presentes a todo momento na vida de crianças. Desde os primeiros meses até alguns anos de vida, são as melhores opções de diversão e entretenimento dos pequenos. Porém, divertir não é a única função da brincadeira. Brincar é um grande responsável pelo auxílio no desenvolvimento infantil.

Apenas para começar, estas atividades contribuem na evolução de algumas das habilidades mais importantes durante o crescimento, como o raciocínio e a coordenação motora. Além disso, é brincando que as crianças são capazes de se expressarem, descobrirem o mundo e se relacionarem com ele de maneira divertida.

No entanto, existem brinquedos mais adequados para cada fase do desenvolvimento infantil. Enquanto crianças um pouco mais velhas podem preferir algo mais desafiador como um jogo de tabuleiro, bebês que ainda estão descobrindo texturas, formas e cores irão ficar maravilhados com uma pequena bola de pano colorida.

É claro que não há a necessidade de ser rígido. Você não precisa obrigar a criança a largar determinado brinquedo porque atingiu tal idade. Afinal, ela pode ter uma conexão emocional com ele e querer mantê-lo. Separar as atividades por faixa etária serve apenas para entender o desenvolvimento em cada etapa, e vale sempre lembrar que esta questão é flexível.

Listamos abaixo algumas sugestões de brincadeiras de acordo com o tempo de vida, baseado no progresso de atributos característico de cada ciclo. Acompanhe e entenda um pouco melhor sobre o porquê de os pequenos gostarem tanto de brincar!

 

Até 4 meses

É aqui que começam as fases motora e sensorial, ou seja, é o momento de descobrir o mundo através dos sentidos. Ótimas opções são mordedores, chocalhos leves e bolas de diferentes tamanhos, cores e texturas.

 

De 4 a 6 meses

Nesta etapa os filhos percebem que podem causar movimentos em objetos. É comum que eles joguem tudo no chão. O ideal são brinquedos grandes que podem ser arrastados ou de pano, que podem ser atirados e não quebrar.

 

De 6 a 10 meses

Como a relação com formas e sons começa a ficar mais organizada, os brinquedos de encaixe com peças grandes podem aparecer. Estímulos sonoros também são muito bons, como botões que emitem sons diferentes.

 

De 10 meses a 1 ano

Esta fase é o auge do engatinhar, logo, os movimentos corporais maiores possuem grande importância. Os bebês começam a balançar o corpo ao ritmo de músicas e a imitar ações. Estimule a “dança” e encoraje-o a repetir gestos.

 

De 1 a 2 anos

Crianças nesta idade descobrem que têm força e precisam aprender a usá-la. Qualquer brinquedo que possa ser puxado e empurrado é uma boa opção, dando preferência a tamanhos e pesos diferentes, para que se ganhe essa noção.

 

De 2 a 3 anos

A coordenação motora está em alta. Nesta idade o pequeno já consegue montar quebra-cabeças de peças grandes e pedalar em triciclos. Brinquedos de montar e desmontar também são ótimas sugestões.

 

De 3 a 4 anos

Agora a criatividade está no começo de seu desenvolvimento. Tinta, lápis de cor e massinha ganham espaço. O mundo imaginário também aparece e, com ele, brincadeiras de faz-de-conta usando fantasias e máscaras.

 

De 4 a 5 anos

Esta etapa é uma “continuação” da anterior. A criatividade só aumenta e, além dos lápis, existe um interesse por canetinhas e giz de cera. Uma ideia é a aquisição de uma pequena lousa.

 

Nos anos seguintes, seu filho começará a conviver com outras crianças graças à vida escolar. Daí pra frente, o aprendizado e as interações sociais serão cada vez maiores. Gostou de ler sobre o desenvolvimento infantil? Acompanhe a página da Brubrinq no Facebook e fique por dentro de todo o nosso conteúdo!

Facilidade de Compra: Qualidade garantida:

Agência Digital WEBI