Notícias

Notícias / Diversos /

Especial Dia das Mães: as brincadeiras e a relação mãe e filho

Se existe uma lista das coisas mais importantes na vida de crianças, podemos afirmar com certeza que duas delas são as brincadeiras e a relação mãe e filho. Mas, você sabe como e quando elas se entrelaçam? Enquanto uma delas é a principal forma de aprendizado lúdico dos pequenos, a outra é o tipo de relacionamento e interação que definirá características básicas carregadas pelo resto da vida.

No texto especial de Dia das Mães que a Brubrinq trouxe para você hoje, nós iremos contar um pouco mais sobre o papel das brincadeiras na vida de crianças num geral e como elas podem ser ainda mais essenciais quando realizadas com a companhia da figura materna. Afinal, mães são, além do grande porto seguro dos seus filhos, o principal exemplo na fase mais primitiva de nossas vidas. Entenda mais abaixo!

 

A importância da brincadeira na vida das crianças

 

Aqui, no blog da Brubrinq, nós já fomos fundo neste assunto. Constantemente destacamos a relevância do brincar para o desenvolvimento das crianças, deixando claro que momentos como este são muito mais que lazer: eles são aprendizado em diferentes áreas (indo desde conhecimento do espaço até comunicação) e evolução.

Segundo diversos estudos, outras dessas áreas de aprendizado - além do espaço e da comunicação - beneficiadas pelas brincadeiras, são a memória, a imaginação, a inteligência e a atenção. Mais um fato interessante é que crianças de diferentes faixas etárias possuem atividades mais adequadas.

Enquanto crianças de 2 a 4 anos ficam entretidas e aprendem com quebra-cabeças, por exemplo, as mais velhas podem ser desafiadas por jogos de tabuleiro. A boa notícia é que todas essas brincadeiras podem incluir a mãe, o que é um grande fator de contribuição para o estreitamento de laços.

 

A brincadeira como forma de comunicação

 

Lembra que falamos brevemente sobre como um dos atributos favorecidos pela brincadeira é a comunicação? Isso tem muito a ver com a também já citada imaginação. Tudo porque é através dos brinquedos que as crianças são capazes de mimetizar o mundo e dar a própria interpretação de tudo o que veem e aprendem diariamente.

Quando a mãe se mostra disponível e entra na brincadeira do seu filho, ela está deixando as portas para a comunicação mais natural e efetiva de uma criança abertas. Ao dizer este “sim” à brincadeira do filho, a mãe mostra que está atenta e que se importa com aquilo que a criança está tentando dizer. Este é o primeiro passo para para estreitar os laços e evoluir a relação mãe e filho.

 

A importância da relação mãe e filho no desenvolvimento

 

Agora que você já conhece a importância do brincar e entendeu como as brincadeiras são a melhor forma de estabelecer uma comunicação com crianças, chegou a hora de saber qual é a verdadeira necessidade e os benefícios dessa comunicação.

A relação mãe e filho, isto é, a comunicação e a interação das mães com suas crianças cria um vínculo. Segundo o pediatra Álvaro Leite, este vínculo é algo tão primordial para a vida de um bebê quanto a alimentação e a respiração. Bebês precisam do cuidado de adultos, especialmente das mães, para a sobrevivência e, consequentemente, desenvolvimento no início da vida.

A relação mãe e filho estabelecida pela comunicação aberta é o que permitirá às mães que ensinem seus filhos sobre o que é certo, o que é errado e deem conselhos que formarão caráteres e serão levados para a vida toda. Por fim, não é exagero dizer que brincar com o seu filho é um dos fatores mais importantes para o crescimento e para a transformação em um adulto saudável.



Gostou do texto de hoje? Para continuar sabendo de tudo sobre o universo infantil, siga a Brubrinq no Facebook e no Instagram!




Receba novidades e condições especiais em seu e-mail

 

Qualidade garantida:

Agência Digital WEBI