Notícias

Notícias / Diversos /

Matéria-prima: o primeiro passo para construir um playground de alta qualidade

Se a base de um processo produtivo apresenta problemas, certamente o resultado final deixará a desejar. Com playgrounds a situação segue a mesma regra e se a escolha da matéria-prima não for criteriosa, as chances de se ter um produto de qualidade duvidosa ao final crescem muito.

Mas, na prática, quais são os riscos de se adquirir um playground sem garantias de procedência?

SEGURANÇA
Playgrounds de madeira, por exemplo, precisam ter boa procedência e tratamento adequado para evitar apodrecimentos e deterioração precoce. Equipamentos com estrutura comprometida colocam as crianças em risco e você, certamente, não quer esse tipo de produto na área de lazer da sua casa, escola, clube ou condomínio.

PREJUÍZOS
Com o desgaste acelerado, a necessidade de manutenções e reparos aumenta de frequência, gerando mais custos. Além disso, a eventual substituição integral do playground em um espaço curto de tempo não fica descartada em casos mais graves.

MEIO AMBIENTE
O uso de madeira e outros componentes sem garantia de procedência pode render lucros à exploração ilegal e não sustentável de recursos naturais. Quem ignora isso acaba sendo conivente com práticas extremamente nocivas ao meio ambiente, além de criminosas.

Sendo assim, colete o maior número possível de informações sobre os fornecedores na hora da cotação e garanta que está fazendo negócio com uma empresa responsável e comprometida, com os clientes e com o meio ambiente.

Veja outras dicas para não errar na hora de escolher um fornecedor de playground nesse post, além de outras informações interessantes em nosso blog para saber tudo o que precisa para equipar sua área de lazer com brinquedos de qualidade e bom custo-benefício.

Facilidade de Compra:

Qualidade garantida:

Agência Digital WEBI