11 set

Como cuidar da saúde das crianças na primavera?

Está quase chegando a estação mais colorida do ano: vamos dar as boas vindas à primavera! Essa estação tão agradável e aconchegante que tem algumas características bem marcantes, como a presença do seu clima úmido e quente. E por conta dessa mudança de temperatura, é preciso ficar atento a saúde das crianças na primavera. Vamos conferir mais informações sobre esse assunto?

Boa leitura! 

Principais características da primavera 

No Brasil, este ano, a primavera inicia-se entre os dias 22 e 23 de setembro e segue até o dia 21 de dezembro. Essa estação é conhecida por ser a “estação das flores”, afinal em inúmeras regiões ocorre a floração de diversas plantas na vegetação. 

A primavera é o período de transição do inverno para o verão. Após o clima seco e frio do inverno, inicia-se com a primavera a chegada das chuvas, temperaturas mais amenas e a umidade do ar aumenta consideravelmente. 

Por isso, nas trocas de estações é indicado sempre ficar atento a saúde das crianças, pois as mudanças climáticas podem ocasionar alguns problemas graves como, por exemplo, doenças respiratórias, crise alérgica, catapora e conjuntivite. 

Quais os cuidados com a saúde das crianças na primavera?

Nesse processo do florescer das plantas, acontece a polinização – que nada mais é do que o transporte do pólen, que pode ser feito naturalmente pelo vento, pela água ou por insetos. Ocorre que essa etapa pode ser muito prejudicial para a saúde respiratória das crianças, podendo gerar algum tipo de reação alérgica, coriza, obstrução nasal, espirros e coceira no nariz, garganta e olhos.

Sistema respiratório

Como citado acima, o sistema respiratório das crianças pode ser um dos mais afetados com a mudança das temperaturas de uma estação para outra. As mucosas do nariz ficam mais sensíveis, principalmente na presença de alérgenos existentes no ar como a poeira, o pólen, ácaros, poluição e afins.

Por isso é fundamental manter determinados cuidados para evitar alguns tipos de doenças e alergias, como, por exemplo: asma, rinite alérgica e bronquite. A principal recomendação de prevenção para essas doenças é manter o ambiente sempre bem limpo, arejado e retirar objetos que possam ter acúmulo de poeira e ácaros. 

Conjuntivite 

A conjuntivite é uma inflamação nos olhos que na verdade é uma reação do sistema imunológico a um corpo estranho – pode ser causada por bactérias, vírus, alergias e agentes tóxicos. A conjuntivite alérgica ocorre por alguma irritação no olhos e na primavera a incidência pode ser maior devido a quantidade de pólen presente no ar.

A prevenção também é manter uma boa higiene do local, incentivar que as crianças lavem as mãos com frequência e que evitem o contato das mãos e objetos na área dos olhos. No caso do surgimento da doença, é recomendado lavar bem a área dos olhos e fazer uso de colírios indicados por médicos para diminuir a irritação e coceira. 

Catapora

A varicela também conhecida popularmente como catapora é uma doença altamente contagiosa e, por isso, é tão importante manter a carteirinha de vacinação das crianças em dia. A imunização é o meio mais confiável de prevenção do contágio dessa doença.

A vacina da catapora faz parte do calendário nacional de imunização, por isso está disponível na rede pública para todas as crianças a partir de 1 ano de idade. A princípio os primeiros sintomas podem parecer com um resfriado, com tosse, coriza e febre. Em seguida começam aparecer manchas como pontinhos vermelhos que evoluem para bolhas, que causam muita coceira e desconforto. 

Cuidados em geral na troca de estações

É preciso ficar atento a saúde das crianças na primavera, assim como nas demais trocas de estações. Mas alguns outros cuidados podem acabar prevenindo essas e muitas outras doenças, além das dicas citadas acima como a de deixar o ambiente limpo e bem arejado. 

É importante manter um bom consumo de água diariamente, manter uma alimentação equilibrada com bastante vitaminas e minerais, ensinar bons hábitos de higiene para as crianças para que elas possam aprender desde cedo a se proteger. Também é essencial manter a pele bem hidratada, para evitar possíveis alergias de contato.


Com essas dicas ficou mais fácil cuidar da saúde das crianças na primavera e nas trocas de estações, não é mesmo? Se você gostou deste conteúdo, acesse nosso site e confira muitos outros conteúdos e dicas no blog da Brubrinq.

RECEBA NOSSA

NEWSLETTER

Cadastre-se para receber nossas novidades