20 mai

Como fazer seu filho ficar menos tempo no celular na quarentena?

Celular: aliado e ao mesmo tempo vilão. Os dispositivos eletrônicos cada vez mais têm tomado espaço em nossa rotina e, automaticamente, no dia a dia das crianças também. A geração atual, estabelece um convívio muitas vezes precoce com a tecnologia, esse fator tem um lado positivo, no entanto, apresenta suas desvantagens também: que é o excesso. Por isso, hoje, vamos abordar dicas de como fazer seu filho ficar menos tempo no celular. Confira a seguir!


Afinal, como fazer seu filho ficar menos tempo no celular na quarentena?

É cada vez mais comum ver crianças de todas as idades brincando com tablets e celulares. De certa forma é quase inevitável que elas não tenham acesso aos eletrônicos, mas o que acaba deixando os pais preocupados é quando esse contato se torna excessivo – em que os pequenos passam mais tempo no celular, do que realizando qualquer outra atividade. 

Esses casos tornaram-se recorrentes, principalmente agora nesse período de quarentena, em que a rotina de grande parte das famílias mudou, as crianças estão sem aula e muitos pais estão tendo que trabalhar de casa. Sendo assim, o tempo ocioso das crianças e adolescentes aumentou e é aí que entra o uso do celular como distração e entretenimento. 

Existem muitas dicas que podem ser úteis nessa missão de fazer seu filho ficar menos tempo no celular. Você só precisa escolher quais delas combinam mais com a rotina da criança e que podem trazer resultados positivos – sem afetar o relacionamento de toda família. Já que esse é um assunto que, muitas vezes, gera conflitos dentro de casa – e esse não é objetivo – muito pelo contrário, é fazer com que a criança passe menos tempo no celular em prol de um melhor relacionamento com a família e mais aproveitamento do seu tempo livre. 


3 dicas para fazer seu filho ficar menos tempo no celular 


1. Ofereça alternativas

Essa primeira dica é sem dúvidas a mais importante, pois, em grande parte, as crianças ficam no celular por se sentirem entediadas ou sem atenção. Portanto, você pode começar convidando seu filho a fazer alguma atividade que ele goste, que incentive a viver novas experiências interessantes fora das telinhas. Essa já pode ser uma oportunidade também para você reunir a família em alguma brincadeira, em que todos possam participar e, com isso, melhorar a interação entre as pessoas. 

2. Proibir não é a melhor opção

Se seu filho já tem idade suficiente para compreender e conversar, é interessante criar um diálogo explicando por que é importante evitar o uso excessivo do celular e fazer com que a criança entenda por qual motivo você está propondo mudar esse hábito. 

Muitos pais quando percebem o uso excessivo do celular pelos filhos, a primeira atitude que tomam é proibir o seu uso – mas essa nem sempre é a melhor opção, afinal pode causar revolta e dificultar a relação entre pais e filhos. 

Uma alternativa viável é conversar com a criança, criar algumas regras de convivência com relação ao uso do dispositivo, aos poucos ir mudando esse hábito, fazer com que ela fique menos tempo no celular e um período maior sendo produtivo e aprendendo novas atividades. 

Algumas regras são interessantes implementar para fazer seu filho ficar menos tempo no celular como, por exemplo: ter um horário específico para que a criança possa utilizar o smartphone (e ser pontual com esse horário) para que o pequeno se acostume com isso. 

Outra regra importante é não fazer uso do celular durante as refeições e antes de dormir, utilizar os eletrônicos antes de dormir pode prejudicar o sono da criança e o seu desenvolvimento. 

3. Estimule outras atividades

Como já citamos acima, a criança precisa de atenção. É preciso mostrar a ela, o que é possível fazer no tempo livre ao invés de ficar no celular o tempo todo. Logo, é interessante estimular a prática de outras tarefas que promovam as habilidades dos pequenos. Atividades ao ar livre, leitura, prática de esportes, jogos educativos, escrita, desenhos – são milhares as opções de entretenimento fora do celular. 

Essas dicas podem ajudar e muito na hora de fazer seu filho ficar menos tempo no celular. Se você gostou desse conteúdo, siga nossas redes sociais: Facebook e Instagram e confira muitos outros conteúdos como esse, com dicas e brincadeiras que ajudam a estimular o desenvolvimento do seu filho.

RECEBA NOSSA

NEWSLETTER

Cadastre-se para receber nossas novidades